Liderança modelo: uma necessidade urgente para a Igreja de nossos dias

051111TEXTOS: 1 Tm 4.12; Jo 15.1-2, 16; 1 Tm 3.1-7; Tt 1.5-9

INTRODUÇÃO:
> Ilustração Pastor x Palhaço.
> João 15.1-2,16 nos fala de dar frutos. Frutos em FAZER a obra de Deus e frutos em SER para Deus. Antes de FAZER é necessário SER.
> Dizer: “O barulho das tuas atitudes me impede de ouvir o que tu dizes”!
> 1 Tm 4.12 – líderes modelos!
> Qual vem sendo o tipo de liderança dos nossos dias? Tem sido uma liderança de boa qualidade? Tem sido uma liderança que tem se preocupado em SER para Deus antes de FAZER para Deus? Tem agradado a Deus? Tem satisfeito as expectativas de Deus? Tem satisfeito as expectativas das pessoas? QUE TIPO DE LÍDER EU E VOCÊ TEMOS SIDO?

PROPOSIÇÃO:
(A.T.) “Deus quer líderes que sejam modelos (padrões, exemplos) para os fiéis e para a sociedade como um todo”.
(S.T.) “Os textos de 1 Tm 3.1-7 e Tt 1.5-9 nos mostram algumas QUALIFICAÇÕES de um Líder Modelo”

I.) QUANTO A VÁRIAS CARACTERÍSTICAS CONSIDERADAS POSITIVAMENTE

A.) Irrepreensível (1 Tm 3.2; Tt 1.6)
> Impassível de ser preso, além de reprovação. A palavra não implica somente que o homem deve ter boa fama, mas que ele é assim reservadamente. Ex.: Jesus – Hb 4.15; 12.2

B.) Justo (Tt 1.8)
> Nas palavras, nos atos, nas ações, nos negócios.

C.) Piedoso (Tt 1.8)
> Devoto, santo. Amor, respeito e reverência para com Deus e Sua Palavra; para com as “coisas” de Deus. Ex.: Enoque (Gn 5.24); Noé (Gn 6.9); ver ainda Pv 14.26,27

D.) Temperante (Que tenha domínio de si) (1 Tm 3.2; Tt 1.8)
> Auto-controle, moderação. Significa completo auto-domínio, que controla todos os impulsos apaixonados e mantém a vontade leal à vontade de Deus. Ver Pv 16.32. Controle quanto ao dinheiro, língua, alimentação, mídias.

E.) Modesto (honesto) (1 Tm 3.2)
> Ordeiro. Implica em comportamento ordeiro, mas também no cumprimento dos deveres e o ordenamento da vida interior, da qual surge o comportamento exterior. Equilíbrio.

F.) Hospitaleiro (1 Tm 3.2; Tt 1.8)
> Em sua condição oficial ele tem o dever de manter sua casa aberta para delegados viajando à Igreja, e também para as necessidades ordinárias dos membros da congregação. Ver Hb 13.2

G.) Amigo do Bem (Tt 1.8)
> Amante do que é bom. Denota devoção a tudo que é excelente. Ver 1 Ts 5.15; Rm 12.20-21

H.) Sóbrio (1 Tm 3.2; Tt 1.8)
> De mente limpa, equilibrado. Não embriagado pelas coisas do mundo.

II.) QUANTO À VIDA FAMILIAR

A.) Marido de uma só mulher (1 Tm 3.2; Tt 1.6)
> A frase difícil significa provavelmente que ele tem apenas uma esposa de cada vez. Todavia isto não significa que pode-se trocar de cônjuge a todo momento (Mt 19.4-6 – “…se unirá a sua mulher…”). Deus não aprova o divórcio – Mt 19.7-9; 1 Co 7.27.
> A vida sexual do líder deve ser exemplar, e os mais altos padrões devem ser esperados dele. O perigo da Sedução do Olhar (2 Sm 11.2-4). De um olhar involuntário ninguém está livre, mas muito cuidado com a Sedução do Olhar!

B.) Filhos / Lar (1 Tm 3.4-5; Tt 1.6)
> Governe (domine, administre) bem a sua própria casa.
> Tendo seus filhos sob disciplina (submissão), com todo respeito (dignidade).
> Se não governa bem o lar como administrará a Igreja? – 1 Tm 3.5
> Tenha filhos crentes que não são insubordinados, nem são acusados de dissolução (incapaz de guardar dinheiro, alguém que desperdiça seu dinheiro, especialmente com a implicação de fazê-lo em prazeres, arruinando, desse modo, a si mesmo; vida luxuriosa, extravagante).
> Não adianta o líder querer fugir disto: Ele tem que ser exemplo, espelho em todos os aspectos (a esposa é visada, os filhos são visados, etc., toda a família tem que ser modelo!).
> Exemplos de líderes que não deram atenção a estes princípios:
1.) Eli – 1 Sm 3.10-14 “…e ele não os repreendeu …” – ver consequências.
2.) Samuel – 1 Sm 8.3
3.) Davi -1 Rs 1.5-6
> Resultado: Pv 29.15
> Famoso ditado popular: “Nenhum sucesso no mundo, justifica o fracasso no lar”’.

III.) QUANTO A PALAVRA DE DEUS

A.) Apto para ensinar (1 Tm 3.2)
> Não precisa ter diploma de Teologia, mas precisa ser apto para ensinar.

B.) Despenseiro de Deus (Tt 1.7)
> Despenseiro (administrador, mordomo, dirigente de uma casa, frequentemente um escravo de confiança que era encarregado de todos os negócios do lar. A palavra enfatiza que a pessoa recebe uma grande responsabilidade, pela qual deve prestar contas.
> Ver 1 Co 4.1-2. A despensa do despenseiro são “… os mistérios de Deus ..”
> O despenseiro fiel procura ficar a par de todo conteúdo da despensa, esforça-se em manter sua despensa bem provida. Ver 1 Tm 5.17; Tt 1.9
> Como se dá isto? Através do estudo sistemático, diário e persistente da Palavra de Deus.
> “Só esta disciplina de estudo, geral e específico, manterá a mente do pregador cheia dos pensamentos de Deus. Ele certamente irá guardar em seus arquivos ou cadernos de anotações os tesouros que Deus vai lhe concedendo. Assim, o pregador nunca precisará ter medo de um dia ficar sem assunto, ou de não ter sobre o que pregar. Na verdade, não há chance disto acontecer. Ao invés disto, seu problema será como escolher, dentre tanta riqueza de material, a sua mensagem” (John Stott).

IV.) QUANTO A VÁRIAS CARACTERÍSTICAS CONSIDERADAS NEGATIVAMENTE

A.) Não Arrogante (Tt 1.7)
> Obstinado em sua própria opinião, teimoso, arrogante, alguém que se recusa a obedecer a outras pessoas. É o homem que mantém obstinadamente sua própria opinião, ou assevera seus próprios direitos e não leva em consideração os direitos, sentimentos e interesses de outras pessoas. Ver Pv 8.13; 1 Sm 2.3

B.) Não Irascível (Tt 1.7)
> Inclinado à Ira, de temperamento “quente”. Ver Pv 14.17; Ec 7.9; Tg 1.19

C.) Não dado ao vinho (1 Tm 3.3; Tt 1.7)
> Alguém que senta-se por muito tempo com o seu vinho, escravo da bebida. Ver Ef 5.18

D.) Não violento, porém cordato (Inimigo de contendas) (1 Tm 3.3; Tt 1.7)
> Violento (briguento, espancador).
> Cordato (paciente, gentil).

E.) Não cobiçoso de torpe ganância (Não avarento) (Tt 1.7; 1 Tm 3.3)
> Avarento (amante do dinheiro).
> Cobiçoso de lucro vergonhoso; isto é, alguém que lucra desonestamente, adaptando o ensinamento aos ouvintes a fim de ganhar dinheiro deles, ou, talvez, refira-se ao engajamento em negócios escusos.
> Ex.: Acã – Js 7.21. Consequências:
1.) Causou a derrota em Ai.
2.) Pereceram ele e sua família.
> O verdadeiro tesouro do líder – Mt 6.19-21; 1 Tm 6.6-11

F.) Não seja Neófito (1 Tm 3,6-7)
> Novo convertido, recém-plantado. A palavra era usada no sentido literal de árvores recém-plantadas.
> A tentação para promover recém-convertidos, especialmente aqueles de posição e influência sociais, deve ter sido grande numa igreja jovem como a de Éfeso, mas os perigos são óbvios. Perigos (v.6):
1.) Para não suceder que se ensoberbeça (inchar-se, encher-se de orgulho).
2.) Incorra na condenação do diabo.
> Tenha bom testemunho dos de fora, ou seja, dos não crentes (nem é necessário mencionar a necessidade de bom testemunho dos de dentro, ou seja, os crentes),a fim de (v.7):
1.) Não cair no opróbrio (reprovação, insulto, desgraça, vergonha).
2.) Não cair no laço (armadilha) do diabo.

CONCLUSÃO:
> Que nós como líderes tenhamos estas características/qualificações.
> Que nós como líderes não promovamos à esfera de liderança ninguém que não tenha tais características/qualificações.
> Que Deus nos ajude!

Pr. Ronaldo Guedes Beserra.

Anúncios

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Sermões Temáticos, Liderança e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s