Governando de Forma Eficaz – Série Neemias (Parte 10)

os-segredos-de-uma-lideranca-eficaz-vector-contact-center-empresas-de-telemarketing-call-centerTexto: Neemias 11.1-36

Introdução
> O trabalho começado por Neemias quando fez o censo do povo (Ne 7) agora pode continuar. A baixa população da capital é um grande problema. No processo de repovoamento de Jerusalém, Neemias precisava ser muito sábio para não privilegiar uns em detrimento de outros, para ser justo e não perder sua liderança. Ele estabeleceu uma forma eficaz de governo.

Transição
> O texto nos mostra alguns aspectos a serem observados para a realização de um governo eficaz.

I.) Democracia fundamentada no temor a Deus – v. 1, 2
> Neemias poderia ter exigido arbitrariamente que certas famílias vendessem suas fazendas e se mudassem para a cidade. Mas não era este o seu método. A decisão de como efetuar a renovação urbana vem do próprio povo. Alguns oferecem-se para mudar para a cidade.
> Na ausência de um rei em Judá, e com a regência de Deus sobre o seu povo através de um representante local (teocrático), prevalece uma forma de democracia. É estabelecida sobre um forte fundamento religioso.
> No lugar de uma democracia secular, Neemias demonstra como uma forma de governo estabelecida sobre sadios princípios bíblicos deve operar.

II.) Equidade, igualdade e representação adequada – v. 4-9
> O que poderá a princípio parecer mais uma lista tediosa de nomes, toma novo significado quando consideramos a estrutura política e a administração da cidade. Dois grupos diferentes são mencionados em Neemias 11.4-9. Representam duas tribos: Judá e Benjamim. Como estas duas tribos poderão trabalhar juntas? Como poderão os seus membros ajustar-se uns aos outros?
> Ver Ne 11.9. Não se sabe se os líderes mencionados foram designados por Neemias ou escolhidos pelo povo, o fato é que eram obviamente aceitáveis ao povo.
> Dois princípios importantes são vistos: (1) Ao buscar a felicidade do povo, Neemias baseia sua administração sobre a equidade e igualdade; (2) existe representação adequada do povo através de seus representantes.

III.) Respeito aos representantes constituídos e separação do poder político e religioso – v. 10-24
> Outros grupos escolhem vira Jerusalém para morar na cidade: sacerdotes (Ne 11.10-14), levitas (11.15-18; 22- 24) e os guardas dos portões e servos do templo (11.19-21). Estes grupos já têm seus líderes constituídos, e Neemias trabalha com eles sem escolher representantes de sua própria designação (deve-se notar que a inclusão destes grupos especializados poderia facilmente significar uma ameaça aos administradores da capital).
> Neemias não faz sua administração baseada no sacerdócio. Entidades políticas e religiosas são mantidas separadamente. A herança espiritual de Israel forma a base do seu sistema de governo e regula seus padrões éticos, mas não são os sacerdotes que regem o povo! Neemias estabelece a diferença entre deveres religiosos e seculares, e é suficientemente sábio para usar esta divisão natural ao delegar responsabilidades e dividir a responsabilidade administrativa da cidade.

Pr. Ronaldo Guedes Beserra com ajuda da leitura do livro “Neemias e a dinâmica da liderança eficaz” de Ciril J. Barber- Ed. Vida.

Anúncios

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Série Neemias, Esboços de Sermões - Sermões Expositivos, Liderança e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s