O Oleiro, o barro e os vasos

Vaso-na-roda-do-oleiroTexto: Jeremias 18.1-6

Introdução
> Existem muitas formas que as pessoas têm encontrado de se “relacionar com Deus ou com o Sobrenatural”: Pirâmides, florais de Bach, cartas, tarô, objetos tidos como talismãs (pé de coelho, ferradura, etc.), velas, santos, imagens, mantras, gnosis (conhecimento), simpatias, meditação transcendental, necromância, etc, tudo condenado por Deus através de sua Palavra.
> A Bíblia nos apresenta várias figuras que ilustram o nosso relacionamento com Deus: Esposo e esposa; Noivo e noiva; Lavrador, Videira e ramos; Cabeça e corpo

Proposição
(AT) “Uma das figuras que ilustram nosso relacionamento com Deus é a do Oleiro e os vasos. Ele é o Oleiro; nós somos o barro e os vasos”.
(ST) “Este texto nos ensina algumas LIÇÕES que podem ser aprendidas (entendidas) a partir desta figura que ilustra o nosso relacionamento com Deus”.

I.) Precisamos entender que se quisermos ouvir Deus temos que nos dispor e nos colocar na posição que Ele quer – v. 2
> Ver também a experiência de Ezequiel – Ez 3.22-23.
> Muitas pessoas, ao passarem por situações difíceis, dizem: “Ah! Como eu gostaria de ouvir Deus, de ter uma audiência pessoal com Ele”, mas não se dispõem a se colocarem na posição que Ele quer que nós nos coloquemos para que Ele fale conosco.
> Qual é a posição, o lugar onde Deus quer falar conosco? O que é ou onde é a casa do Oleiro? (1) A igreja, os cultos onde a Palavra é pregada e ensinada; (2) Nosso tempo de devoção pessoal diária.
> Quando quisermos ouvir Deus, não adianta ficarmos trancados em casa ou endurecidos interiormente sem buscar ao Senhor. “Dispõe-te” (v. 2)
> v. 3a nos diz que Jeremias obedeceu! E você?

II.) Precisamos entender que Deus (o Oleiro) está entregue à sua obra, ou seja, Ele está trabalhando – v. 3
> Elucidar verso 3
> Muitas vezes, nos sentimos como se Deus tivesse nos abandonado, como se tivesse se esquecido de nós. Por mais difícil que sejam as circunstâncias, tenha sempre em mente que Ele não te abandonou, Ele não te esqueceu, mas Ele está entregue à sua obra, Ele está trabalhando!
> Ex. José – Pode ter sido tentado a acreditar em alguns momentos que Deus o havia abandonado!
> Ver Salmo 121

III.) Precisamos entender que nós (os vasos) muitas vezes nos estragamos no processo do trabalhar de Deus – v. 4a
> Elucidar v. 4a – Notar que não foi o oleiro quem estragou o vaso, mas “…o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou na mão …”
> Nos estragamos porque nos rebelamos, não aceitamos, reclamamos, murmuramos, questionamos o trabalhar de Deus, as formas de Ele agir, as permissões dEle em nossas vidas. Todas as vezes em que assim agimos, estamos nos estragando como vasos!
> Deus é quem está no controle de todas as coisas, e se Ele está no controle, tudo o que nos acontece, só acontece com a permissão de Deus. Logo, se não aceitamos aquela situação, de uma certa forma, o que não estamos aceitando na verdade, é o trabalhar de Deus em nossas vidas (e aí estamos nos estragando como vasos!) – Você consegue imaginar Paulo dizendo para Deus que não aceitava as prisões, os apedrejamentos, os açoites, os naufrágios, o espinho na carne?
> Se Ele está no controle de tudo, ao nos rebelarmos em relação a alguma situação, em última instância, estamos nos rebelando contra o próprio Deus!
> Ex. Alguém que enfrenta uma situação de doença na família
> É nesses momentos que precisamos nos lembrar de textos como: Rm 8.28; Jr 29.11

roda-de-oleiro-6438448IV.) Precisamos entender que, como Oleiro. Deus tem todo o direito de nos fazer conforme Ele desejar – v.4b, 6
> Elucidar v. 4b e 6.
> Você já entregou a sua vida a Jesus? Você lhe chama de Senhor? Se sua resposta foi sim, saiba que você lhe deu o direito de fazer em sua vida e com sua vida como Ele desejar!
> Você já parou para pensar no processo que envolve fazer um vaso: amassar o barro, tirar as impurezas do barro, modelar o barro, levar o barro ao forno (com temperatura alta e várias vezes)
> Porque não se entregar nas mãos do oleiro e confiar que Ele sabe o que está fazendo? Porque não confiar em seu controle, em sua habilidade, em sua sabedoria?
> Ler Is 29.16; 45.9; Rm 9.20,21

Conclusão
> Repassar os enunciados principais aplicando-os às vidas dos presentes.

Pr. Ronaldo Guedes Beserra – 28.05.2005

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Sermões Expositivos e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s