A benção de Deus sobre Nós e seus Aprendizados

Texto: Gênesis 26.1-33; inicialmente ler os versos 2, 6, 12.

Introdução
> Você conhece alguém para quem as pessoas olham e dizem: “Este indivíduo é uma pessoa abençoada por Deus”. Isaque era uma dessas pessoas.
> Este capítulo (Gn 26) mostra como Isaque foi abençoado por Deus: com aparições de Deus, orientações específicas, promessas maravilhosas, riqueza material, etc.
> Mesmo tendo sido alguém tão abençoado pelo Senhor, Isaque pode aprender várias lições neste momento de sua vida.
> Existem pessoas que pelo fato de Deus as estar abençoando, pensam que não precisam aprender mais nada. Isso não é verdade. Sempre temos o que aprender.

Proposição
> Mesmo com a benção de Deus sobre nós, devemos estar atentos a alguns aprendizados.
> O texto nos mostra alguns ensinamentos (lições, aprendizados) que aqueles que tem a benção de Deus sobre si devem aprender, devem levar em consideração.

I.) A benção de Deus sobre nós não nos isenta de evitarmos maus exemplos que tenhamos recebido – v. 7-11
> Isaque repetiu o mesmo comportamento que viu em seu pai. Abraão mentiu por duas vezes dizendo que Sara não era sua esposa, mas sua irmã – Gn 12.10-13; 20.1,2.
> Os filhos imitam o comportamento dos pais, mesmo quando já são adultos. Por isso, os pais precisam dar um bom exemplo.
> Você tem dado um bom exemplo aos seus filhos? Você tem evitado os maus exemplos que por ventura foram recebidos de seus pais?

II.) A benção de Deus não nos isenta da necessidade de lutarmos contra o medo e o temor – v. 7
> Se Deus tinha tão grandes promessas para Isaque e sua família, não haveria de cuidar deles? Todavia, neste momento o medo, o temor, a falta de fé, e a falta de confiança nas promessas de Deus levou Isaque a mentir.
> Devemos vigiar, pois o medo (temor, falta de fé e confiança) pode nos levar a desagradar a Deus.

III.) A benção de Deus sempre é conseqüência de nossa obediência ao Senhor – v. 1-6, 12-14a.
> Deus disse a Isaque para ele ficar naquela terra. Ele poderia ter desobedecido e ido para o Egito, mas obedeceu a Deus.
> Qual o resultado da obediência? A benção de Deus – ver v. 12-14a
> Obedecer a Deus é sempre o melhor!
> Temos obedecido ao Senhor ou temos feito as coisas de acordo com a nossa própria vontade?

IV.) A benção de Deus sobre nós muitas vezes gera a inveja de outros – v. 14b-23
> O que seria entulhar nossos poços hoje?
– Impedir que as águas da benção de Deus fluam através de nossa vida e ministério. “Se eu não tenho esta benção, fulano também não vai ter”.
– Algumas pessoas, ao invés de buscarem e entenderem qual o ministério, propósito Deus tem para suas vidas e procurarem desenvolver este ministério (dom, talento), se concentram em tentar impedir e atrapalhar aqueles que já estão fluindo em suas vidas.
– Algumas pessoas se deixam usar pelo inimigo para tentar entulhar nossos poços através de oposição, depreciação, ridicularização, zombaria, ironia, etc.
> Como reagir quando alguém tenta entulhar os nossos poços?
– Agir de forma pacífica – Isaque era mais poderoso do que aquele povo de Gerar (v. 16) e poderia vencê-los facilmente em uma luta armada, em uma guerra. Isaque queria paz!
– Às vezes é necessária uma retirada estratégica (v. 16,17)
– Algumas vezes é necessário ceder e buscar abrir outros poços (Mt 5.38-41)
– Não nos vingar a nós mesmos, mas deixar o caso com Deus (Rm 12.19)
> Se agirmos assim, de forma sábia, Deus nos dará um poço no qual haveremos de prosperar (v. 22) – Reobote significa “alargamento”.

V.) A benção de Deus sobre nós pode fazer com que nossos adversários reconheçam que o Senhor é conosco – v. 26-29
> Abimeleque foi “obrigado” a reconhecer a benção de Deus sobre Isaque:
– “Vimos claramente que o SENHOR é contigo” (v. 28 a)
– “Tu és agora o abençoado do SENHOR” (v. 29 b)
> Ver Salmo 23.5

VI.) A benção de Deus sobre nós deve nos levar a liberar o perdão sobre aqueles que nos causaram o mal – v. 30,31
> Abimeleque havia “expulsado” Isaque do meio de seu povo (v.16) e os pastores da terra onde Abimeleque reinava entulharam vários poços de Isaque. Mesmo assim Isaque os perdoou, lhes ofereceu um banquete e os despediu em paz! (Rm 12.18,20).
> Temos liberado o perdão sobre as vidas daqueles que nos tem causado mal, daqueles que tem entulhado nossos poços?

Conclusão
> Existem pessoas que pelo fato de Deus as estar abençoando, pensam que não precisam aprender mais nada. Este é um grande engano. Vigiemos portanto, para não cair neste engano.

Pr. Ronaldo Guedes Beserra

Anúncios

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Sermões Expositivos e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A benção de Deus sobre Nós e seus Aprendizados

  1. Fabiano Gruba disse:

    Muito bom … edificante!!!

  2. Severino do Ramo disse:

    Muito bom sermão; parabéns ao pastor Ronaldo Guedes Beserra. A honra, glória, louvor e adoração sejam dadas ao nosso Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s