O que fazer em momentos de crise

Texto: Dn 2.1-49 (mais especificamente v. 12-28, 46-49).

Introdução
> Pensar em alguma situação de intensa crise (Quando meu pai e minha mãe estiveram a ponto de se separar; quando eu passei por um processo de depressão em que achei que ia morrer, etc).
> Elucidar a crise que todos os magos, encantadores e sábios da Babilônia estavam passando neste momento da história de Daniel (v. 1-11).

Transição
(AT) Todos estamos sujeitos a passar por momentos de intensa crise.
(ST) O texto nos mostra alguns procedimentos a serem observados em momentos de crise.

I.) Agir com sabedoria e bom senso (NVI), com muito jeito e cuidado (NTLH) – v. 14
> Os nossos sentimentos devem estar submetidos à razão. Daniel poderia se desesperar com a notícia e perder toda e qualquer possibilidade de reação. Todavia, submeteu seus sentimentos e emoções à sua razão e com todo o equilíbrio pode se dirigir a Arioque, capitão da guarda do rei.
> Daniel se dirigiu a Arioque “avisada e prudentemente”, ou seja, com sabedoria, bom senso, muito jeito e cuidado. Ele não agiu de forma tola, com insensibilidade, negligência ou displicência.
> Aquele que age com sabedoria sempre tem as melhores possibilidades de vencer nos momentos de crise – ver Pv 3.13,14; 8.11; Ec 2.13; 7.19.
> Você tem sido uma pessoa sábia ao agir em momentos de crise?

II.) Ter iniciativa, tomar iniciativa – v. 15
> Daniel teve iniciativa. Com sabedoria ele perguntou a Arioque o que estava acontecendo. Ele investigou o caso, perguntou, questionou, etc. Desta forma Deus poderia ajudá-lo a encontrar uma saída!
> Deus age “em parceria” conosco. Não devemos ficar esperando tudo de braços cruzados!
> Temos sido pessoas de iniciativa ou temos esperado as bênçãos de braços cruzados?

III.) Dar passos de ousadia e fé – v. 16
> Daniel foi ousado em entrar na presença do rei, lhe pedir um prazo e assumir o compromisso de que ele revelaria ao rei a interpretação.
> Daniel teve fé de que Deus lhe daria a revelação necessária.
> De onde vinham esta ousadia e fé? Da vida de consagração e da vida devocional que eram comuns a Daniel (não quis se contaminar e orava 3 vezes ao dia).
> Temos sido ousados e crédulos ou covardes e incrédulos?

IV.) Compartilhar a necessidade com pessoas sábias e tementes a Deus – v. 17
> Depois de assumir este compromisso diante do rei, Daniel foi para casa e compartilhou a situação com seus melhores amigos que eram pessoas muito tementes a Deus.
> Compartilhar nossas crises com pessoas sábias e tementes a Deus é um dos passos no sentido de vencermos nossas crises. Estas pessoas podem nos aconselhar, nos ajudar a buscar uma solução para o nosso problema e podem ainda nos ajudar em oração!
> Em momentos de crise temos buscado apoio de pessoas sábias e tementes a Deus ou em pessoas néscias e sem discernimento espiritual, cujos valores não são aqueles ensinados por Deus?

V.) Se humilhar diante do Deus Altíssimo – v. 18
> Daniel e seus amigos oraram, pediram misericórdia a Deus, se humilharam diante do Senhor, talvez tenham até mesmo jejuado!
> Nos momentos de crise temos que fazer o mesmo! – ver Sl 34.18; 51.17; Lm 3.29.
> Temos nos humilhado diante do Senhor nas crises pelas quais temos passado?

VI.) Buscar o bem de todos e não somente o benefício pessoal – v. 24
> Daniel não se preocupou somente consigo mesmo, não aproveitou a oportunidade para tirar do caminho os seus “concorrentes”. Na verdade, Daniel intercedeu por todos os sábios, ainda que, alguns desses, provavelmente estariam entre aqueles que armariam contra ele no futuro.
> Se você pensar somente em si mesmo, talvez você nunca saia da crise, ou talvez saia por um tempo para em breve retornar a ela!
> Sejamos altruístas e não egoístas. O verdadeiro amor não pensa em si mesmo, mas pensa no outro – ver 1 Co 10.24; Fp 2.4.
> A solução que você tem buscado neste momento pelo qual você tem passado beneficia só a você, ou também beneficia os que estão à sua volta?

Conclusão
> Depois que a vitória for obtida:
– Bendizer ao Deus do céu – v. 19-23;
– Continuar a reconhecer a Deus em todos os nossos caminhos – v. 25-28;
– Ter em mente que através do testemunho de uma única vida verdadeiramente comprometida com Deus, muitas vidas podem ser influenciadas, até mesmo um império (v. 46-49).

Pr. Ronaldo Guedes Beserra

Anúncios

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Série sobre Daniel, Esboços de Sermões - Sermões Expositivos e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s