A Lei da Influência

Resumo do capítulo dois do livro “As 21 irrefutáveis leis da liderança” de John C. Maxwell, Editora Thomas Nelson Brasil.

“A verdadeira medida da liderança é a influência – nada mais, nada menos”.

> Pequena estatura, grande impacto – o exemplo da liderança de Madre Teresa. Se você não tem influência, nunca conseguirá liderar os outros. O impacto de Madre Teresa se estendeu muito além de seu ambiente próximo. Sempre que ela falava, as pessoas escutavam. Por quê? Ela era uma verdadeira líder, e quando o líder fala, as pessoas escutam. Liderança é influência – nada mais, nada menos.
> Os títulos não têm muita importância no que diz respeito a liderar. A verdadeira liderança não pode ser concedida, indicada ou atribuída. Ela é fruto unicamente da influência, e isso não pode ser dado. Precisa ser conquistado.
> Cinco mitos sobre a liderança: (1) O mito do gerenciamento – Uma confusão comum é a de que liderança e gerenciamento são a mesma coisa. Liderança diz respeito a influenciar pessoas para que o sigam, enquanto gerenciamento se refere à concentração na manutenção de sistemas e processos. A melhor forma de verificar se uma pessoa pode liderar, em vez de apenas gerenciar, é pedir que ela crie uma mudança positiva. Gerentes podem manter um rumo, mas, via de regra, não conseguem mudá-lo. Para colocar as pessoas em uma nova direção, você precisa de influência; (2) O mito do empreendedor – Os empreendedores são hábeis em identificar oportunidades e aproveitá-las, mas nem todos eles são bons no trato com as pessoas. Se eles não conseguem influenciar pessoas, então não conseguem liderar; (3) O mito do conhecimento – Você pode ir a qualquer grande universidade e conhecer brilhantes cientistas, pesquisadores e filósofos cuja capacidade de pensar é tão alta que está fora dos parâmetros normais, mas cuja capacidade de liderar é tão baixa que se quer chega a ser visualizada nos parâmetros. Nem QI nem escolaridade necessariamente equivalem a liderança; (4) O mito do pioneiro – Outro equívoco é o de que qualquer um que esteja à frente da multidão é um líder. Para ser líder, a pessoa precisa não apenas estar na frente, mas também ter pessoas, por livre e espontânea vontade, indo atrás dela, seguindo sua liderança e agindo a partir de sua visão; (5) O mito da posição – O grande mal-entendido em relação à liderança é que as pessoas a consideram baseada na posição, mas não é. Um líder pode perder o título e a posição, mas continuar a ser o líder. Não é a posição que faz o líder, é o líder que faz a posição.
> Para identificar um verdadeiro líder não dê atenção às alegações da pessoa de que ela é o líder. Não estude suas credenciais. Não confira seu título. Confira sua influência. A prova da influência está nos seguidores.
> Estar no poder é como ser uma dama. Se você precisa dizer às pessoas que é, então você não é. Posição e título têm pouca relação com quem está no comando. Por que alguns indivíduos surgem como líderes enquanto outros, por mais que tentem, não conseguem influenciar ninguém? Fatores: (1) Caráter (Quem eles são) – As pessoas conseguem sentir a profundidade de seu caráter; (2) Relacionamentos (Quem eles conhecem) – Você só é líder se tem seguidores, e isso sempre exige o estabelecimento de relações. Quanto mais profundo o relacionamento, mais forte o potencial de liderança. Construa os tipos certos de relacionamento com as pessoas certas em volume suficiente e poderá se tornar um verdadeiro líder; (3) Conhecimento (O que eles sabem) – O conhecimento, por si só, não faz de ninguém um líder, mas sem conhecimento ninguém pode assumir a liderança; (4) Intuição (O que eles sentem) – A liderança demanda a capacidade de lidar com várias questões intangíveis; (5) Experiência (Onde eles estiveram) – A experiência não é garantia de credibilidade, mas ela encoraja as pessoas a dar a você uma oportunidade de provar que é capaz; (6) Sucesso Anterior (O que eles fizeram) – Nada apela mais aos seguidores que um bom histórico. Sempre que um líder se expõe, assume riscos e sai vitorioso, os seguidores tem motivos para confiar em sua capacidade de liderança e escutar o que ele tem a dizer; (7) Capacidade (O que eles podem fazer) – O importante para os seguidores é aquilo de que um líder é capaz. Assim que as pessoas deixam de acreditar que o líder é capaz de conduzi-las, param de escutá-lo e de seguí-lo.
> A igreja é o empreendimento que mais demanda liderança em toda a sociedade. Em organizações voluntárias, o que funciona é liderança em sua forma mais pura: influência. Seguidores em organizações voluntárias não podem ser arrastados a bordo. Se o líder não tem influência sobre eles, eles não o seguirão. Um presidente de uma determinada empresa me pediu conselhos sobre como identificar os melhores líderes em sua organização. Meu conselho foi pedir aos candidatos que liderassem uma organização voluntária durante seis meses. Se aqueles líderes conseguissem levar as pessoas a segui-los, seria possível saber se eles conseguem influenciar os outros.
> Aquele que acha que lidera, mas não tem seguidores, está apenas dando um passeio. Se você não conseguir influenciar as pessoas, então elas não o seguirão. E se as pessoas não o seguirem, você não é líder. É a lei da influência. Liderança é influência – nada mais, nada menos.
> No que você normalmente se baseia para convencer as pessoas a segui-lo?

Anúncios

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Liderança e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A Lei da Influência

  1. Geremias Barbosa disse:

    Quero agradecer pelo material oferecido. Estamos estudando esse livro em nossa igreja em um curso para liderança e o resumo do segundo capítulo postado acima realmente está excelente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s