O verdadeiro significado da Páscoa

Texto: Ex 12.1-14, 17, 42-48 (No início ler v. 12,13)

Introdução
> Na época da Páscoa, assim como na época de Natal, muitas tradições humanas tentam nos afastar do verdadeiro significado destas festas, assim como tirar o nosso foco daquele que dá significado a estas celebrações.
> Na Páscoa fala-se muito do coelhinho da páscoa, ovos de páscoa e chocolate. Será que isso tem base bíblica?

Transição
(AT) “A celebração da Páscoa que foi instituída pelo próprio Deus, tem um significado muito profundo tanto para os judeus, como para nós cristãos”
(ST) “A Bíblia nos ensina alguns paralelos entre a Páscoa celebrada pelos israelitas no AT e o seu significado para nós cristãos”

I.) Assim como na Páscoa os judeus comemoram a sua saída do Egito e libertação do domínio de Faraó, nós cristãos comemoramos a nossa saída do mundo e libertação do domínio de Satanás – Ex 12.17, 31, 42 com Ef 2.1,2; Cl 1.13
> O Egito simboliza o mundo, e Faraó, o rei do Egito, simboliza Satanás.
> Assim como Deus libertou o seu povo do Egito e de Faraó, hoje ele pode te libertar do mundo, de Satanás e do pecado!

II.) Assim como o cordeiro da páscoa deveria ser sem defeito, Cristo foi o cordeiro de Deus sem defeito e sem mácula – Ex 12.5 com 1 Pe 1.19
> Nas ofertas a Deus no AT os cordeiros deveriam ser sem defeito. Hoje, devemos também oferecer nossas ofertas ao Senhor sem defeito, ou seja, o melhor que pudermos: oferta financeira, de tempo, de serviço, enfim, a nossa própria vida.
> Em Jo 1.29, João Batista disse que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

III.) Assim como o cordeiro deveria ser imolado (morto, sacrificado), Cristo o nosso cordeiro pascal foi imolado (morto, sacrificado) – Ex 12.6b com 1 Co 5.7 e Jo 12.24,27
> Nenhum osso do cordeiro podia ser quebrado (v. 46). Embora Jesus tenha sido morto, seu ossos não foram quebrados (Jo 19.33,36)
> A morte de Jesus é central no evangelho. Sem sua morte não haveria perdão, redenção e salvação. É pela sua morte que temos vida!
> Jesus se sacrificou por nós a ponto de morrer. Até que ponto estamos dispostos a nos sacrificar por ele, por seu reino e por sua obra? Muitos querem apenas as bênçãos de Jesus, mas não querem se dar e se doar por Jesus!

IV.) Assim como os israelitas deveriam comer todo o cordeiro, nós cristãos devemos aceitar e praticar todo o evangelho (toda a Palavra) e não apenas partes dele – Ex 12.10 com Jo 6.60, 66-69
> Muitos só querem se beneficiar das bênçãos, mas não querem se comprometer com as exigências, só enfatizam os textos que falam de promessas, mas negligenciam os textos que nos chamam ao compromisso e renúncia.
> Você tem “comido” todo o evangelho, ou somente parte dele (apenas aquilo que lhe interessa)?

V.) Assim como os israelitas deveriam celebrar a Páscoa às pressas, preparados para partir, nós cristãos devemos viver preparados para se encontrar com Cristo – Ex 12.11 com Mt 24.42-44; 25.10-13
> Os pães asmos e as ervas amargas (v.8) significavam a mesma coisa.
> O pão asmo (sem fermento) “servia para relembrar os israelitas de sua apressada partida do Egito, quando, sem esperarem que o pão fosse levedado, levaram consigo o fermento e as suas amassadeiras, cozendo o pão quando já estavam em peregrinação” (ver v. 34, 39).
> “As ervas amargosas não foram chamadas por seus nomes individuais, mas certamente incluiriam a alface, a chicória, a salsa, o agrião, o pepino e o rábano silvestre … sendo facilmente preparáveis, relembravam os israelitas da pressa com que partiram do Egito, e não da amarga perseguição que ali sofreram” (O Novo Dicionário da Bíblia).
> Você está preparado para se encontrar com Cristo, seja pela Sua vinda ou por nossa partida?

VI.) Assim como o sangue do cordeiro livrou os israelitas da praga destruidora, o sangue de Cristo sobre as nossas vidas nos livra e protege de todo mal – Ex 12.7, 13
> O sangue de Jesus tem poder!
> Clame pelo sangue de Jesus sempre que necessário. Satanás não resiste ao poder do sangue de Jesus!

VII.) Assim como os israelitas deveriam celebrar a Páscoa como estatuto perpétuo, nós cristãos devemos celebrar estas verdades para sempre – Ex 12.14 com 1 Co 11.24b
> Jesus disse: “… fazei isto em memória de mim” (1 Co 11.24)
> Jesus instituiu a Santa Ceia para que estivéssemos sempre relembrando destas verdades. Daí a importância de se participar da Ceia do Senhor!

VIII.) Assim como os estrangeiros e incircuncisos não podiam participar da Páscoa, aqueles que ainda não nasceram de novo e não foram batizados não devem participar da Santa Ceia do Senhor – Ex 12.43-48 com Mc 16.16; 1 Co 11.27-29
> Assim como a circuncisão era um sinal de aliança no passado, o batismo nas águas é um sinal de aliança com o Senhor hoje.
> Assim como a circuncisão era o rito de entrada para o povo de Deus no passado, hoje o batismo é o rito de entrada na igreja de Jesus.
> Quem não se sente preparado para se batizar, também não está preparado para participar da Ceia do Senhor!
> Você já nasceu de novo? Já foi batizado?

Conclusão
> Ler Ex 12. 22,23 e explicar que assim como os israelitas, para ficarem protegidos, não deveriam sair da porta de sua casa (porque as ombreiras e as vergas das portas das suas casas haviam sido marcadas com o sangue do cordeiro imolado), assim nós não podemos sair de debaixo do sangue de Cristo para não ficarmos expostos aos ataques do Destruidor.
> Infelizmente, muitos do povo de Deus estão saindo de debaixo da proteção do sangue do cordeiro (Jesus), e estão ficando completamente expostos ao Destruidor. Este não é o seu caso, não é? 

About these ads

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.
Esse post foi publicado em Esboços de Sermões - Sermões Expositivos e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O verdadeiro significado da Páscoa

  1. jovensdapiec disse:

    Hoje despertei com um nó na garganta, bem sentimental, frágil…Meu Senhor se sacrificou por mim, não vou parar de agradecer, mesmo sabendo que não poderei pagar por esse sacrificio. Minha certeza, o que me faz sorrir é saber que ele ressucitou e vive em mim e posso usufrir da presença dele a todo instante…
    Te amo Jesus!!!
    Su

  2. marcos derlei valejos do amaral disse:

    A minha gratidão todos os dias pelo teu sacrifício na cruz do calvário; te amo Jesus por teu grande amor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s